15h00

outubro 28

Mesa-Redonda

Cinema . Educação . Comunidades

Auditório da Escola Superior de Educação de Viana do Castelo

Cinema . Educação . Comunidades

Como se poderá suprir as lacunas das políticas públicas de cada país face à visibilidade e longevidade dos seus filmes e face à apropriação global dos objectos artísticos?

Como é que a organização de pessoas que se associam (sem fins lucrativos) para programar, produzir e mediar processos participativos de contacto, fruição e de desenvolvimento pessoal, poderá proporcionar um estar socialmente duradouro (crítico/analítico; criativo/vivencial; ético/cívico)?

Esta mesa redonda junta três convidados de diferentes proveniências com abordagens diversas nas suas comunidades para uma conversa plural sobre práticas e inquietações.

Isa Catarina Mateus

Moderação e curadoria

Fez a parte curricular do Mestrado em História de Arte Contemporânea pela Universidade Nova de Lisboa (2000) e a Licenciatura em Estudos Portugueses- ramo de especialização científica pela Universidade do Algarve (1998). Tem o Curso de Educação Musical e piano, pelo Conservatório Regional do Algarve (1992). Fez rádio (1988-1992). Trabalhou na direção Regional de Cultura do Algarve (1997-1998). Foi coordenadora editorial de uma revista de cultura e arte: Revista Sul (1998-2001). Trabalhou no Centro de Estudos Ataíde Oliveira da Universidade do Algarve (2001-2003). Professora de Educação Musical, Educação Cívica e de História e Geografia de Portugal no ensino básico. Docente de Movimentos Artísticos Contemporâneos no ensino superior. Formadora de Comunicação Visual e de Fotografia e Vídeo e autora dos materiais pedagógicos para a unidade curricular de psicanálise da Universidade do Algarve. Formadora de História da Arte e de Tecnologias Educativas, Meios Audiovisuais em Ações da Formação Contínua de Professores. Tem feito comunicações em congressos na área da História de arte e na área das literacias e publicado poesia e conto. Autora e Curadora de projetos de literacia fílmica e transdisciplinaridades artísticas. Mediadora de Oficinas. Colaboradora e autora dos materiais pedagógicos do Programa Juventude/Cinema/Escola (1997 – presente) e autora do Projeto VER para LER da Direção Regional de Educação do Algarve (2004 -2018). Foi Coordenadora da Formação do Plano Nacional de Cinema, Formadora das Ações de Formação de Iniciação, de Continuidade e de Acompanhamento de professores e Autora dos materiais pedagógicos do PNC (2012-2014). É cineclubista desde 1997 (sócia do Cineclube de Faro com o número 3754). Foi Coordenadora da Comissão de Formação do Cineclube de Faro (2015-2020). Vice-presidente da Federação Portuguesa de Cineclubes (FPCC). Integra o Comité Executivo da Federação Internacional de Cine Clubes (FICC) na secretaria de Cine e Educação.

Isa Catarina Mateus

Kim Bruun

DaBUF - Associação Dinamarquesa de Clubes de Cinema Infantil

Kim Bruun envolveu-se, no início do milénio, em clubes de cinema infantis como voluntário. Durante vários anos, foi membro do conselho de administração da). Na DaBUF organiza clubes de cinema para crianças e jovens na Dinamarca. Orienta os cineclubes na seleção dos filmes adequados, organiza seminários e ajuda a iniciar e manter cineclubes. O objetivo é dar sentido ao trabalho voluntário e explicar porque é importante para as crianças, para a nossa cultura e para a sociedade. A DaBUF está preocupada com filmes e com as atividades relacionadas com filmes e como o filme pode ser mais do que mero entretenimento. Atualmente é professor na UCL University College e Presidente da DaBuf.

Kim Bruun

Laura Godoy Andrade

Cinemateca Nacional do Equador Ulises Estrella

Licenciada em Comunicação Social pela Universidade Central do Equador, Faculdade de Comunicação Social. Gestora cultural e cineclubista, é Coordenadora Geral da Cinemateca Nacional do Equador "Ulises Estrella", localizada na Casa da Cultura Equatoriana, e é dirigente do Coletivo Red Cineclubes Ecuador Equador. É representante do Grupo Latino-Americano Federação Internacional de Cineclubes (2019-2021) Representante da Cinesud no Equador. É membro da Comissão Organizadora do I Primeiro Seminário Internacional Cineclubismos Latino-Americanos: História e Histórias (2021). Coordenou a organização e produção do Festival Latino-Americano de Quito FLACQ, organizado pela Cinemateca Nacional da Casa da Cultura do Equador 2015-2020. Membro do Júri do Prémio Colibrí 2020 de Melhor Filme Latino-Americano designado pela Corporação de Produtores e Promotores Audiovisuais do Equador (COPAE), membro da Comissão de Seleção do Concurso de Promoção Pública convocado pelo Instituto de Cinema e Criação Audiovisual do Equador para participação do cinema e audiovisual equatoriano em espaços internacionais (2018 - 2019-2020). Responsável pela programação, fóruns e organização de Exposições, Ciclos, e Oficinas da Rede Cineclubes do Equador, Cineclube Escenario Joven Teatro México. Colabora na curadoria, programação, e fóruns nos Cineclubes: Cineclub Macco Orellana, Cineclub Puff do Centro Cultural Metropolitano de Quito, 6ª Mostra Intercultural Audiovisual Infantil e Documentário Comunitário, Coletivo Río de la Raya 2013-2021, Kunturñawui, Wawas al Cine , Cinema sem Barreiras, Casal Catalá de Quito, Núcleos da Casa da Cultura Equatoriana, Universidades Politécnica Salesiana, Central del Ecuador, Internacional, Católica, Festival de Cinema Infantil Chulpicine, Festival Eurocine, III Festival Internacional de Cinema de Quito, VI Festival de Cine La Orquídea de Cuenca 2017. Colabora na Revista de Cinema do Equador Kunturñawi. Colaborou no Diario de Cineclubes de Roma e é autora de O Cineclube como fator de educação e comunicação em Quito.

Laura Godoy Andrade

Pablo Sancho Paris

Federação Catalã de Cineclubes

Licenciado em História da Arte e Comunicação Audiovisual pela U.B., Mestre em Ficção de Cinema e Televisão pela U.R.L. e Mestre em Film Business pela ESCAC. Foi presidente da Federação Catalã de Cineclubes entre 2015 e 2017. Trabalhou como programador no Most Festival e Cine Club Vilafranca durante quatro anos. Além disso, combinou essas tarefas com a de cronista de cinema, professor de cinema em oficinas para crianças e adolescentes e a realização de audiovisuais e curtas-metragens de ficção. Atualmente é o responsável de projetos para a Federação Catalã de Clubes, e uma das tarefas a que dedica mais atenção é a formação de novos públicos a partir de programas educativos para crianças e adultos. programados principalmente em escolas e bibliotecas.

Pablo Sancho Paris