10ª Conferência
Internacional de Cinema de Viana

Apresentação

Iniciada em 2012, a Conferência Internacional de Cinema de Viana situa-se nas intersecções entre o cinema, a escola, a educação e a reflexão crítica engajada, para além de acolher reflexões e debates sobre o cinema nas suas múltiplas dimensões culturais, artísticas e tecnológicas. Na edição de 2021, a Conferência procede em continuidade, entrosando-se nas redes de investigação ibero-americanas que têm ao longo dos anos sido construídas a partir da AO NORTE, com duas mesas-redondas subordinadas aos temas de “Práticas de Cinema na Escola” e “Cinema, Comunidade e Formação”, acolhendo projetos de investigação e intervenção nas comunidades e com vista à fomentação da cultural audiovisual e cinematográfica. Estreia em 2021 uma Mesa intitulada “Fotografia e Memória”, dedicada a práticas e usos da fotografia em contextos comunitários e etnográficos. Esta edição inaugura também a primeira edição do Work In Progress, um encontro para a apresentação e discussão de projetos de investigação na área do cinema, documentário e audiovisual.

Objectivos

A Conferência Internacional de Cinema de Viana é um espaço de reflexão e de partilha de experiências visando a construção de uma comunidade internacional de interesses e de divulgação de projetos relacionados com três eixos de reflexão – Cinema e escola; Cinema, arte, ciência e cultura; e Fotografia e memória. Procura-se assim:

  • Promover o confronto de olhares entre estudos e experiências vividas em projetos que envolvam o cinema e as suas múltiplas formas de manifestação.
  • Apreender o complexo processo de mudança na linguagem do cinema, nas tecnologias, na economia, nos objetos que aborda, nas histórias que conta, nos vários géneros que apresenta.
  • Problematizar os temas da sociedade, da cultura e da interculturalidade a partir do estudo e análise de obras cinematográficas.
  • Refletir sobre as possibilidades educativas do cinema na escola e na sociedade a partir da sua apropriação / fruição, análise e produção em contextos de formação ou de animação (social, cultural e artística).
  • Acolher a apresentação e reflexão crítica sobre a fotografia histórica, a fotografia etnográfica e a fotografia como forma de arquivo pessoal, doméstico e comunitário.

Temáticas

• Cinema e escola

Nesta temática abordaremos duas questões que se nos afiguram complementares: a representação da escola no cinema e as práticas de cinema na escola. Na primeira apelamos à reflexão sobre a forma como o cinema representa a escola, os professores, os alunos, as hierarquias, processos de ensino de formas muito diversificadas. Pretendemos trazer para a discussão o modo como a escola é representada no cinema. A escola e seus atores. A escola como um lugar de conflito, de poder, de resistência, de conhecimento. A escola como um lugar de construção e negociação de identidades. Como um lugar de produção de (des)igualdades sociais, culturais. Uma instituição de transição da vida familiar para o mundo. Na segunda pretende-se refletir sobre as múltiplas práticas de cinema desenvolvidas na escola – o visionamento e análise de filmes, os clubes de cinema, a utilização das tecnologias na produção de documentos audiovisuais, a escrita dos filmes ou acerca dos filmes. O cinema em todos os seus estados entra na escola e transforma-a. Pretendemos debater e partilhar as práticas de cinema desenvolvidas na escola do jardim-de-infância à universidade, da prática lúdica à observação científica, da observação à criação de imaginários. Cinema enquanto instrumento e objeto de conhecimento, meio de comunicação e meio de expressão de pensamentos, arte e sentimentos?

• Cinema, Arte, Ciência e Cultura

O cinema é, desde sua invenção, fruto de uma sociedade que ele reproduz e reinventa. Considerado espelho da sociedade, o cinema traça as evoluções e as revoluções de um mundo em mudança. Ele próprio sujeito e causa de múltiplas mudanças. Entre o real e o imaginário, o cinema convida o espetador a refletir sobre o mundo contemporâneo. Quer como produto comercial, filme científico ou como obra de arte os filmes são representações do mundo consequentes das tecnologias, dos modos de produção, dos costumes, das formas de governo, das censuras. Nesta temática pretende-se debater o cinema como arte, ciência, tecnologia e cultura, mas também os contextos sociais, económicos e políticos em que continuamente se reinventa. Sobretudo é, como afirma Edgar Morin, importante estudar o homem à luz do cinema e necessário compreender que a relação entre real e imaginário no cinema constituem uma unidade complexa e complementar.

• Fotografia e Memória

A história desde o meado do século XIX é acompanhada pela introdução gradual da fotografia na vida quotidiana das populações. Primeiro como registo profissional, seguindo a orientação técnica e artística de fotógrafos profissionais, e mais tarde como registo pessoal e amador, fenómeno acompanhado pela democratização e ubiquidade de máquinas fotográficas fáceis de manusear e acessíveis a toda a população. A disseminação da fotografia pelos quotidianos significa por isso também a massificação e descentralização do registo visual de eventos históricos e manifestações culturais. Os arquivos locais, os álbuns domésticos e o trabalho conjunto de fotógrafos profissionais e amadores tornam-se, assim, fonte rica de reflexão tanto na forma de análise crítica da imagem como na reconstituição histórica e antropológica de padrões culturais e percursos biográficos. É em torno destas reflexões que se estrutura o painel Fotografia e Memória, acolhendo fotógrafos, investigadores nas áreas da fotografia, arquivos fotográficos e antropologia visual, assim como demais praticantes e ativistas culturais que vêm a fotografia como meio ou fim de reflexão e pesquisa.

Comissão Científica e Conselho Editorial

A Comissão Científica e Conselho Editorial da conferência 2021 tem por missão divulgar os Encontros de Cinema de Viana do Castelo junto de suas áreas de atuação, aprovar os resumos de trabalhos individuais ou de grupo (até três participantes) e as mesas redondas (até 7 participantes) apresentados a conferência, coordenar as mesas de trabalho, fazer a revisão por pares e decidir da aceitação dos textos finais submetidos para publicação. É constituído por professores do ensino superior ou especialista doutorados da área do cinema, da educação, das artes e das humanidades.

• Adriana Baptista

ESMAD

• Alfonso Palazón Meseguer

Facultade de Ciências de la Comunicação da Universidade Rey Juan Carlos

• Anabela Branco de Oliveira

Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, Diretora do Festival Rios

• Anabela Moura

Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Viana do Castelo

• Angela Cardoso

Universidade de Trás-Os-Montes e Alto Douro

• António Cardoso

IPVC/CICS.Nova.UMinho

• António Costa Valente

Escola Superior Artística do Porto, Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, Universidade de Aveiro, Diretor do Cineclube e Festival de Avanca

• Carlos Almeida

Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Viana do Castelo

• Daniel Maciel

CRIA-UM | AO NORTE

• Denise Cardoso Machado

Universidade Federal do Pará, Diretora do Festival do Filme Etnográfico do Pará, Coordenadora do Grupo de Estudos sobre Antropologia Visual e da Imagem-VISAGEM

• Fernando Manuel Rocha da Cruz

Centro em Rede de Investigação em Antropologia - CRIA

• Fernando Miranda

Instituto "Escuela Nacional de Bellas Artes", Universidad de la República

• Fernando Redondo

Universidade de Santiago de Compostela

• Gláucia Davino

Docente no Programa de Pós-Graduação interdisciplinar em Educação, Arte e História da Cultura, na Universidade Presbiteriana Mackenzie, Líder do Grupo de Pesquisa Núcleo Audiovisual (CNPq), Criadora e coordenadora dos Seminários Histórias de Roteiristas, desde 2009

• Jane Pinheiro

Universidade Federal de Pernambuco

• Jorge Campos

Cineasta Documentarista

• José da Silva Ribeiro

Universidade Federal de Goiás e Coordenador da Rede de Cooperação Internacional em Educação, Artes e Humanidades

• Josias Pereira

Universidade Federal de Pelotas (Cinema e Audiovisual), Coordenador Geral do Congresso Brasileiro de Produção de Vídeo Estudantil, Editor Chefe da Revista eletrônica Roquette Pinto, Coordenador do projeto de pesquisa e extensão Produção de Vídeo Estudantil

• Lara Lima Satler

Universidade Federal de Pernambuco

• Lisabete Coradini

Universidade Federal do Rio Grande do Norte

• Luiza Pereira Monteiro

Universidade Estadual de Goiás

• Manuela Penafria

Universidade da Beira Interior, Labcom-Comunicação e Artes

• Maria Alice Rocha

Universidade Federal de Goiás

• Maria Auxiliadora Machado

Universidade Federal do Rio de Janeiro

• Maria do Céu Marques

Universidade Aberta, CEMRI – Media e mediações culturais

• Marta Perez Pereiro

Universidade de Santiago de Compostela

• Paulo Cunha

Universidade da Beira Interior

• Patrícia Monte-Mor

Universidade Estadual do Rio de Janeiro, coordenadora da Mostra internacional do Filme Etnográfico do Rio de Janeiro

• Patrícia Nogueira

ICNova

• Raquel Pacheco

CIAC | Universidade do Algarve

• Rita Magalhães Furtado

Universidade Federal de Goiás

• Sandra Nunes

Universidade de São Paulo | FAAP | FATEC Cotia

Local e data

A 10ª Conferência Internacional de Cinema de Viana ocorre no âmbito dos XXI Encontros de Cinema de Viana e tem lugar na Escola Superior de Educação de Viana do Castelo (Avenida Capitão Gaspar de Castro), entre os dias 25 e 29 de outubro de 2020.

Inscrições Conferencistas

Os resumos das comunicações (entre 100 e 250 palavras sem parágrafos e conforme as normas de apresentação de resumos) e as notas biográficas dos autores (5 a 7 linhas) devem ser enviados para o Secretariado da Conferência (inscrição online) até ao dia 23 de julho de 2021.

Depois de avaliados os resumos, será comunicado por e-mail, até 30 de julho, a aceitação ou não da comunicação.

Para que a participação seja considerada, os autores selecionados devem enviar as comunicações finais até 24 de setembro de 2021.

As comunicações que não obedeçam às normas de publicação / template disponibilizado (ver normas para envio de comunicações) não serão aceites.

Os textos finais que os autores desejem ver publicados serão avaliados pelo Conselho Editorial e devem ser acompanhados de declaração de autorização “autorizo a publicação do texto (título e autor)”.

O valor da inscrição para Conferencista é de 50 euros (inclui almoço no dia de apresentação da comunicação e jantar no dia 29 de outubro para quem participar nos Olhares Frontais).

O pagamento deverá ser efetuado até ao dia 3 de setembro de 2021.

A inscrição será gratuita para sócios da AO NORTE e para conferencistas da Universidade Aberta e do Instituto Politécnico de Viana do Castelo.

Participantes

A participação na Conferência é gratuita, mas sujeita a inscrição.

Organização

Associação AO NORTE, Câmara Municipal de Viana do Castelo, Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Viana do Castelo, CEMRI – Media e mediações culturais da Universidade Aberta e Rede de Cooperação Internacional em Educação, Artes e Humanidades

Coordenação Geral

Daniel Maciel, José da Silva Ribeiro, Carlos Eduardo Viana e Rui Ramos

Comissão Organizadora

Grupo de Estudos de Cinema e Narrativas Digitais da AO NORTE
José da Silva Ribeiro (coordenador), Alice Fátima Martins, Daniel Maciel, Luiza Pereira Monteiro, Patrícia Nogueira e Sandra Chaves Nunes.

CINEMAS – Cinema e Narrativas Digitais
José da Silva Ribeiro (Coordenador), Daniel Maciel, Fernando Cruz, João Gigante, Patrícia Nogueira, Teresa Norton

REdArtH - Rede de Cooperação Internacional em Educação, Artes e Humanidades
Alice Fátima Martins e José da Silva Ribeiro

ESE - IPVC
Anabela Moura e Carlos Almeida

Parceiros

Câmara Municipal de Viana do Castelo

ID+ – Instituto de Investigação em Design, Media e Cultura

Universidad Rey Juan Carlos

Colectivo Educar La Mirada

FICC – Federação Internacional de Cineclubes